ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

19 de out de 2011

Desenvolvimento das Funções Visuais Básicas com bolo de brigadeiro

,
 

Para perceber os objetos e eventos no ambiente, as crianças devem ser capazes de discernir detalhes, movimentos e distinguir os diferentes níveis de brilho, cores, texturas, assim como a detecção de objetos em profundidade. Além disso, devem ser capazes de dirigir sua atenção visual para a seleção de alvos. Estudos com recém-nascidos têm revelado que já nascem com essas habilidades bem rudimentares, havendo uma rápida melhoria nos primeiros meses de vida. O desenvolvimento da percepção do movimento é um pouco mais complexo, devido à natureza variada da informação do movimento em si.

A acuidade visual é bastante pobre no nascimento, melhrorando rapidamente ao longo dos próximos meses, junto com a sensibilidade e contraste do comprimento de onda. O estudo dessas funções visuais indica que a visão, por volta dos 6-8 meses depois do nascimento, caracteriza-se quase ao nível de um adulto. Entretanto, outras capacidades visuais continuam a se desenvolver durante meses e até anos.

Da mesma forma, a percepção da profundidade parece se desenvolver de um modo pontual. A primeira pista sobre a profundidade é que bebês são sensíveis à informações cinéticas de profundidade em torno dos 2 meses após o nascimento. A segunda pista é que os bebês se tornam sensíveis à disparidade binocular (também chamado de estereopsia). A disparidade binocular é útil no fornecimento de informaçoes sobre as distâncias dos objetos dentro de seu alcance.

Apesar de existirem tantas pistas sobre profundade pictóricas, a capacidade de extrair informações sobre a profundade aparece aos 5-7 meses. Aos 7 meses, os bebês têm quase totalmente a habilidade de percepção em profundidade desenvolvida, provavelmente ligada ao progresso do desenvolvimento das habilidades básicas, tais como obtenção de objetos e locomoção independente.

Para saber mais:
Johnson, S.P; Hannon, E.E.; Amso, D. Perceptual Development. Em: Hopkins, B. Cambridge Encyclopedia of Child Development. Cambridge University Press, 2005.

FONTE: http://pfdodia.blogspot.com/2009/04/desenvolvimento-das-funcoes-visuais.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT