ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

4 de out de 2011

Dicas para estimular a memória do seu filho


A memória é a nossa capacidade de guardar coisas na mente e de recuperá-las em algum momento futuro.Procuramos recordar nomes,datas,listas de compras ou detalhes das viagens.A memória do dia-dia refere-se também ao preparo de uma refeição para noite ou aniversário de um amigo na semana que vem.
Alguns aspectos da memória estão envolvidos em quase todas as nossas atividades,a maneira como a usamos depende dos nossos hábitos de vida e nossa experiência.

-A Memória de Curto prazo guarda durante alguns segundos a informação,antes de ser transferida para memória de longo prazo.

-A Memória de longo prazo retém informações durante períodos que vão alguns minutos a muito anos.Todos os tipos de memória:
1)Memória procedimental-todas as habilidades motoras e de linguagem que aprendemos como nadar,andar de bicicleta,jogar futebol...
2)Memória Declarativa- é recordação do nosso conhecimento relativo a pessoas,objetos,lugares e acontecimentos.
3)Memória prospectiva-consiste em lembrar o que é preciso fazer e quando fazê-lo.É uma memória explícita que depende processamento da atenção.Exemplo:lembrar tomar o remédio,assistir uma reunião ás duas hors.



Estimular a memória:

Atividade diária:
-Praticar jogos de memória, dama, xadrez ou palavras cruzadas,

-exercícios simples como recordar fatos do dia-a-dia (o que comeu no almoço, o que aconteceu na escola,nomes dos colegas e professores)

-Aprender novas habilidades: computador, pintura, música

-Exercícios mnemônicos:
Associar fatos a imagens e procurar guardá-los na memória. Imaginar um alimento ou fato e imaginar todas as suas características.
Exemplo:hoje ele comeu uma fruta,vermelha,redonda,começa com a letra m...,qual o dia da semana que tem natação ou educação física..)

-Alimentação:
A boa alimentação é fundamental para a conservação da memória.

-Atividade física:
Os exercícios feitos regularmente trazem benefícios importantes para o processo de memorização.(natação,futebol..)

-Sono:
é muito importante para se ter uma boa memória.

-Lazer:
passeios,viagens,ir ao teatro,ler histórias...

-anotações em agenda ou quadro de recados. 
FONTE: http://johannaterapeutaocupacional.blogspot.com/search/label/Dicas%20para%20estimular%20a%20mem%C3%B3ria%20do%20seu%20filho

Mais que rabiscos:os desenhos refletem o seu desenvolvimento




AS FASES DESENVOLVIMENTO DO DESENHO

-Fase garatuja desordenada
-Fase garatuja ordenada
-Fase garatuja nomeada
-Fase Pré-esquemática

GARATUJA DESORDENADA(2 ANOS):

Não tem consciência de que o risco é conseqüência de seu movimento com o lápis(RELAÇÃO TRAÇO-GESTO) Não olha para o que faz.Segura o lápis de várias maneiras, com as duas mãos alternadamente. Todo o corpo acompanha o movimento.Faz figuras abertas (linhas verticais ou horizontais), num movimento de vaivém.

GARATUJA ORDENADA(A PARTIR DE 2 ANOS):

Descobre a relação gesto-traço e se entusiasma muito. Passa a olhar o que faz, começa a controlar o tamanho, a forma e a localização no papel. Varia as cores intencionalmente. Começa a fechar suas figuras de formas circulares ou espiraladas.

GARATUJA NOMEADA(A PARTIR DOS 3 ANOS):

Representa intencionalmente um objeto concreto , através de uma imagem gráfica. Passa mais tempo desenhando. Distribui melhor os traços pelo papel descrevendo verbalmente o que fez e começa a anunciar o que vai fazer.Alguns movimentos circulares associados a verticais começam a dar forma a uma figura humana (esquema céfalo-caudal: a cabeça vai ser desenhada maior que o corpo.

PRÉ-ESQUEMÁTICA (4 AOS 6 ANOS):

Nessa fase aparece a descoberta da relação entre desenho, pensamento e realidade. Quanto aos espaços, os desenhos são dispersos inicialmente, não relacionados entre si.A representação da figura humana evolui em complexidade e organização: aparecem lentamente os braços, as mãos, os pés, muitas vezes com vários dedos, radiados, e às vezes aparece o corpo.A criança desta fase ainda não é capaz de organizar graficamente um todo coerente. Os objetos são desenhados de forma solta e a relação entre eles é subjetiva. Em relação a cor, a escolha é subjetiva e ligada as emoções do vivido.A elaboração da figura humana está intimamente ligada à significação simbólica que as diversas partes do corpo têm para sua história pessoal, para a forma como a criança se percebe frente ao mundo. Assim, omissões, sombreamentos ou distorções podem representar conflitos internos.

Enfim, é muito importante a criança ter oportunidade de se expressar seja através de desenho ou brincadeira. Dessa forma, estará vivenciando questões internas (muitas vezes conflitantes), ou seja, através do desenho e/ou brincadeira a criança "põe para fora" aquilo que ainda não dá conta de resolver.é importante estarmos atentos as várias maneiras de expressões não-verbais (tão importantes quanto as convencionais), pois elas podem nos dar indícios do que a criança vive, experimenta ou sente. Portanto, fiquemos atentos!




A garatuja, nome dado aos rabiscos infantis aos quais ele se referia, pode não fazer muito sentido, mas é uma maneira de o seu filho se comunicar.

Os primeiros desenhos, por volta dos 2 anos, são traçados longitudinais, desprovidos de controle motor e sem sentido. Com 2-3, surgem os movimentos circulares. A partir dos 3-4 anos, eles se fecham em formas independentes. Ganham significado, ou seja, a criança lhes atribui nomes e conta histórias sobre o que retratou. Aos olhos dos pais, os rabiscos ficam mais reconhecíveis. Nessa fase, aparecem os primeiros indícios de figuras humanas. A evolução da garatuja é paralela ao desenvolvimento cognitivo da criança.

É por isso que a familiaridade com lápis é tão importante para a escrita. Há atividades que o ser humano desenvolve naturalmente, como, por exemplo, caminhar. Habilidades, como escrever, precisam de treino.


Estimular é importante

A princípio, a criança ignora os limites do papel. Cabe aos pais mostrá-los, pois ela ainda não sabe que existe um lugar certo para desenhar. Os pais devem mostrar interesse por essa "vontade" de desenhar. "É preciso valorizar a produção, mas lembrando que nessa fase ainda não existe preocupação estética.Algumas recomendações importantes lápis mais grossos. E não se esqueça de supervisionar para que ele não se machuque ou, ainda, rabisque as paredes.


Evolução do traçado:
- 1ano e meio-2 anos:Rabiscos sem forma ou intenção. Pouco controle dos movimentos, que se originam nos braços ou nos ombros.

- 2-3 anos
Surgem os primeiros movimentos circulares, intercalados com retas. Maior controle sobre os músculos da mão.

- 4-5 anos:
Traços ganham formas. Desenhos recebem nomes. Aumenta a coordenação motora sobre o pulso e os dedos. 
FONTE: http://johannaterapeutaocupacional.blogspot.com/search/label/Mais%20que%20rabiscos%3Aos%20desenhos%20refletem%20o%20seu%20desenvolvimento
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT