ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

26 de fev de 2009

VOCÊ SABE O QUE ACONTECE QUANDO OLHAMOS PARA UM OBJETO?



Quando olhamos para um objeto, antes mesmo de conseguirmos reconhecê-lo já o analisamos e "julgamos" como devemos tratá-lo. Essa é a maneira inusitada com que a visão opera no cérebro... é uma atividade que abrange diversas funções corticais. Se o objeto observado estiver desorganizado, o cérebro bota tudo no lugar pra você, mas, para isto, torna-se necessário que ele esteja em plena forma com as suas funções correspondentes aos níveis de desenvolvimento visual. Quer um exemplo? Será que você é capaz de ler o texto abaixo... vejamos:

"De aorcdo com uma peqsiusa de uma uinrvesriddae ignlsea, não ipomtra em qaul
odrem as Lteras de uma plravaa etãso, a úncia csioa iprotmatne é que a piremria
e útmlia Lteras etejasm no lgaur crteo. O rseto pdoe ser uma bçguana ttaol, que
vcoê anida pdoe ler sem pobrlmea. Itso é poqrue nós não lmeos cdaa Ltera
isladoa, mas a plravaa cmoo um tdoo."

Essa é uma das principais causas de atrasos na aprendizagem de portadores de baixa visão... é preciso identificar o nível de desenvolvimento cognitivo e das funções corticais, além de procurar amadurecer estas funções para que a criança possa evoluir suas capacidades. Para isto, existem algumas atividades que também são utilizadas com pessoas ditas "normais" para o lazer, prevenção do mal de alzeimer, por exemplo: caça-palavras, palavras cruzadas, os sete erros, entre outros.
As evoluções destas capacidades fazem parte direta do desenvolvimento normal de uma criança e podem ser praticadas para "amadurecimento" destas funções em qualquer idade. No caso da criança com baixa visão, devem obedecer a sequência lógica em seu desenvolvimento atendendo diretamente as suas necessidades e, antes que sejam apresentadas novas funções é necessário o amadurecimento desta para que haja melhor aproveitamento e prevenção de perca durante o processo.

Espero que gostem desta dica!!! Beijos a todos!
Ah... não esqueçam de postar um comentário, ok?

19 de fev de 2009

SELINHO


OLHA SÓ! GANHAMOS MAIS UM SELINHO!!! EU SIMPLESMENTE ADOREI!!!

Quem nos parabenizou foi a professora Patricia, do blog Educar Sempre.
Obrigada! Fiquei muito feliz com a surpresa.

Atenção às regras:

1- Escolher no mínimo três blogs, não há limite máximo (pode ser quantos você desejar);
2- A regra é que o blog homenageado deve ser educativo ou relacionado a educação;
3- Os blogs escolhidos devem ser ativos com postagens atuais;
4- Link quem te ofereceu o selinho e deixe o link dos homenageados.


Esse selinho vai para as amigas comprometidas com a educação.

Beijos...

Esse selinho vai para:

http://http://rociomendezpt.blogspot.com/
http://http://corterecorteva.blogspot.com/
http://http://jackipedagoga.blogspot.com/

16 de fev de 2009

VOCÊ SABIA?


O exame de potencial evocado apenas diz se o estimulo de luz está chegando até o cerebro, pra isso ele passa pelo olho, pela retina, pelo nervo óptico até chegar na parte de trás do cérebro. Mas a visão é muito mais complexa do que isso, pois não depende só do estimulo chegar lá, e sim, do quanto e como chega e, principalmente, da interpretação que faz daquele estímulo que está recebendo. Assim, concluimos que entre a cegueira e a visão não existe uma distancia muito grande. Afinal, o cego é aquele que realmente não percebe a luz e os outros são considerados portadores de baixa visão ou visão subnormal, mas ainda existe uma variedade muito grande nesta "categoria", variantes entre os que percebem apenas luz, outros que percebem apenas cores, formas etc.. Cada qual com uma característica particular, com dificuldades e principalmente capacidades diferentes. Desta forma, devemos sempre procurar sempre pensar e enfatizar apenas a "visão" nas capacidades e não nas dificuldades que o portador de baixa visão possui.

13 de fev de 2009

MATERIAIS DE ELABORAÇÃO PRÓPRIA

.

As seguintes imagens pretendem mostrar-lhes exemplos de materiais econômicos, bem como, adaptações de recursos, de baixo custo e que estejam ao alcance de todos para prática do sistema alternativo no trabalho com crianças de baixa visão.

IDÉIAS PARA ADAPTAR ATIVIDADES ESCOLARES NO TREINO DA MOTRICIDADE
Adaptações úteis com alunos portadores de baixa visão na prática e treino da motricidade, bem como, exercício para inicialização e maturação da habilidade visomotora.
Nas atividades pré-escolares é comum utilizar emborrachados, cordões, lã, etc., na confecção e adaptação de recursos e atividades. É importante observar que estas atividades e recursos devem ser o mais simplificados possível, enfatizando unica e principalmente o objetivo a ser alcançado. A atividade não deve ser cansativa, tampouco se deve apressar a criança. É de suma importância a participação do profissional de forma direta durante as primeiras apresentações destas atividades. É necessário que sejam dadas as informações por etapas oralmente (pausas durante as apresentações das características da atividade). Vejamos os exemplos a seguir:
1. FORMAS CIRCULARES

(flor adaptada com emborrachado - vazado em círculo no miolo da flor, corpo de lã e folha de cartolina laminada verde)

Professora: Esta é uma flor. Olhe que bonita! Aqui estão as pétalas, o miolo... (neste momento a professora fala a parte expercífica, dá sua característica e pede a criança para olhar ao mesmo tempo que segurando em sua mão passa por sobre esta parte).

Após a apresentação, pede a criança para contornar, na forma circular, o miolo da flor.

A medida que a criança vai dominando o movimento e o reconhecimento tátil e visual, a professora poderá adaptar novas atividades, diversificando quantidades (1, 2, 3...), tamanhos (do maior para o menor), relevos (alto, médio, baixo e nenhum relevo - apenas o contraste) e até as formas (flor, carro, pirulito...).





Nas atividades com barbantes, no exemplo a seguir, o professor poderá trabalhar outros conteúdos - neste caso o tema será higiene. E, para complementar seu raciocínio lógico, o profissional poderá fazer o sabonete de emborrachado na cor vermelha e as bonhas com contornos de barbante ou cordão.
Para temas matemáticos, a criança poderá identificar as maiores, ou menores; o professor poderá solicitar que elas pintem somente as pequenas, ou as iguais, ou até mesmo que faça colagens com papel laminado. As crianças adoram!
Além das formas geométricas, com estas atividades, o profissional poderá trabalhar dentro e fora, bem como, fazer relação das formas geométricas com o meio, como no exemplo abaixo, onde o quadrado se transforma numa janelinha que, de acordo com a musiquinha "a janelinha fecha quando está chovendo... a janelinha abre, o Sol está aparecendo...", faz relação com atividades da vida diária.











Após o trabalho com formas geométricas e figuras simplicadas, é possível trabalhar as letrinhas do alfabeto utilizando lixa para prática do contorno e reconhecimento visual (o tamanho da letra varia entre 250 e 100, possíveis a atender ao movimento mínimo da coordenação motora e dimensão máxima do campo visual da criança, se possível). A aprendizagem da escrita e reconhecimento visual do próprio nome poderá ser um dos objetivos a alcançar com esta atividade. À medida que houver domínio de contorno e reconhecimento das letras o profissional vai trabalhando as letras sequenciadas de formas separadas (em tamanhos maiores) e juntas (em tamanhos menores a medida que foram acrescentadas novas letras).




Por enquanto é só... espero realmente que gostem desse material. Posso garantir sua funcionalidade. Utilizo constantemente em meus atendimentos e alcançado 100% de funcionalidade.
Se tiverem dúvidas ou sugestões para engrandecimento desta atividade, postem comentários no link "comentários" localizado abaixo.
Um abraço a todos!!!

6 de fev de 2009

Sinopses de filmes - Deficiência visual


Olha o que encontrei!!!
É muito interessante!
Se vocês souberem como posso adquirir uma cópia destes filmes, por gentileza, entrem em contato comigo,ok? Abraços!

Título: O Milagre de Anne Sullivan/ The Miracle Worker
Direção: Arthur Penn
Gênero:Drama
País/Ano:EUA/ 1962
Duração: 107 minutos
Sinopse: O diretor Arthur Penn (Uma Rajada de Balas) leva às telas a luta de uma professora em ajudar uma garota surda, muda e cega a se adaptar às coisas ao seu redor.


Título: Desafio sem limites/ Good Luck
Direção: Richard LaBrie
Gênero:Drama
País/Ano: EUA/ 1996
Sinopse: Jogador de futebol americano, Ole é um sucesso nos campos e também com as mulheres. Mas um trágico acidente durante uma partida o deixou cego para sempre. Inconformado com sua nova condição, ele se transforma num homem amargo e problemático. E acaba indo para cadeia por causa das confusões que arruma. Lá encontra o dentista Lemley, que vive preso a uma cadeira de rodas. Juntos, vão descobrir muitas coisas sobre si mesmos.


Título: À primeira vista/ At First Sight
Direção: Irwin Winkler
Gênero: Romance
País/Ano:Estados Unidos/1999
Duração: 126 min.
Sinopse: Virgil Adamson (Kilmer), cego desde criança, trabalha como massagista em um spa quando conhece e se apaixona por Amy Benic (Sorvino), uma arquiteta estressada e ambiciosa. Certa de que o mundo limitado de Virgil melhoraria muito com uma operação para restaurar sua visão, Amy acaba percebendo que a recém-adquirida visão de Virgil coloca ambas suas vidas sob uma nova perspectiva.


Título: Dançando no escuro/ Dancer in the Dark
Direção: Lars von Trier
Gênero: Drama
País/Ano: Dinamarca, França, Suécia/ 2000
Duração: 141 min.
Sinopse: A cantora Björk está impressionante como Selma, uma imigrante que trabalha numa fábrica no interior dos Estados Unidos. Vítima de uma doença hereditária, ela está perdendo a visão e, para evitar que o filho tenha o mesmo destino, economiza todo o seu dinheiro para operá-lo. Apaixonada pelos musicais de Hollywood, Selma mistura realidade e fantasia. Porém, a sua vida muda radicalmente quando é acusada injustamente de um crime. Além da excelente trilha sonora de Björk, Dançando no Escuro tem as participações da grande Catherine Deneuve e do lendário Joel Grey (Cabaré).


Título: A Sinfonia Pastoral/La symphonie pastorale
Direção: Jean Delannoy
Gênero: Drama
País/Ano: França/ 1946
Duração: 110 min.
Sinopse: Criança cega é criada por um pastor, ainda que contra a vontade de sua mulher. Já crescida, a menina tornou-se uma bela mulher, fez uma cirurgia e voltou a enxergar. Mas agora terá de lidar com uma situação delicada que envolve amor e ódio.


Título: Jennifer 8 - A próxima vítima/ Jennifer Eight
Direção: Bruce Robinson
Gênero:Suspense
País/Ano: EUA/ 1992
Duração: 124 min.
Sinopse: Policial investiga uma série de crimes, nos quais a única testemunha é uma garota cega e que também pode ser a próxima vítima. Fatalidade: policial e testemunha têm um caso de amor.


Título: Um clarão nas trevas/ Wait Until Dark
Direção:Terence Young
Gênero: Suspense
País/Ano:Estados Unidos/ 1967
Duração: 108 min.
Sinopse: São dois: Susy, que ficou cega recentemente e ainda está aprendendo a viver em um mundo escuro, e Roat, um assassino psicótico. Roat quer uma boneca recheada de heroína, que ele acredita estar com Susy, que por sua vez deseja apenas permanecer viva.


Título: Quando só o coração vê/A Patch of Blue
Direção: Guy Green
Gênero: Drama
País/Ano: Estados Unidos/ 1965
Duração: 105 min.
Sinopse: Homem negro e experiente passeia pelo parque quando encontra uma jovem linda, branca e cega. Eles ficam amigos e passam a se encontrar todos os dias. Aos poucos eles vão se tornando cada vez mais íntimos, mas a mãe da moça está convencida de que qualquer homem se interessaria pela filha apenas por sexo.


Título: Ray
Direção: Taylor Hackford
Gênero:Drama
País/Ano: EUA/2004
Duração: 152 minutos
Sinopse: Popular como um dos maiores cantores e compositores, Ray Charles foi um exemplo de sucesso. O filme irá mostrar a luta de Ray contra o racismo, drogas e problemas amorosos, seguindo sua vida desde o início nos subúrbios de Albany, Geórgia, até o sucesso alcançado na indústria musical.


Título: O Sino de Anya/ Anya’s Bell
Direção: Tom McLoughlin
Gênero: Drama
País/Ano: EUA /1999
Sinopse: Emocionante história sobre uma mulher cega e um menino com dislexia. Eles encontrarão uma forma de ajudar-se mutuamente e se tornarão grandes amigos. Com Della Reese e Kelly Rowan. Uma mulher cega encontra em seu vizinho, um menino de 12 anos, a amizade e a ajuda que precisava para enfrentar a vida. Ganhador de dois prêmios “Young Artist Award”, como melhor filme família feito para televisão e melhor ator para o jovem Mason Gamble.


Título: Castelos de gelo/ Ice Castles
Direção:Donald Wrye
Gênero: Drama
País/Ano:Estados Unidos/1978
Duração: 108 min.
Sinopse: Alexis “Lexie” Winston (Johnson) é uma bela adolescente que parece destinada à vitória na patinação artística nos Jogos Olímpicos. Encorajada por sua técnica Beulah (soberbamente interpretada por Colleen Dewhurst), Lexie esforça-se para ser a melhor. Seu pai (Tom Skerritt) tem seus receios, mas Lexie consegue ser classificada para as finais. Logo quando chega ao topo, Lexie sofre um horrível acidente. Com o amor e o apoio de seu namorado de infância, Nick Peterson (Benson), Lexie transforma seu infortúnio pessoal em uma vitória comovente.


Título: Perfume de mulher/Scent of a Woman
Direção: Martin Brest
Gênero: Drama
País/Ano: Estados Unidos/1992
Duração: 157 minutos
Sinopse: Frank Slade (Al Pacino) é um tenente-coronel cego, que resolve viver um final de semana inesquecível antes de se suicidar. Ele contrata Charlie Simms (Chris O’Donnell) como acompanhante para sua viagem à Nova Iorque, onde começa a se preocupar com os problemas pessoais do rapaz. Oscar de Melhor Ator para Al Pacino.


Título: Além dos meus olhos/ Eye On The Sparrow
Gênero: Drama
País/Ano: 1988
Sinopse: Após alguns anos de casados, James e Ethel, que são cegos descobrem que não podem ter filhos. Quando decidem adotar uma criança, eles têm que enfrentar uma série de barreiras legais - e provar que são capazes de cuidar de alguém.

Fonte: http://www.musicaeinclusao.com.br/?/Referencias/Filmes-e-Documentarios/Filmes/Deficiencia-visual/26-Sinopses-de-filmes-Deficiencia-visual

Título: Vermelho como o céu/ Rosso come il cielo
Gênero: Drama
País/ Ano: Itália/2006
Sinopse: O filme “Vermelho como o céu’’ retrata a história real de Mirco Mencacci, um renomado editor de som, com deficiência visual, da Itália. A história de Mirco é de superação. Ele não ficou limitado a sua condição, buscou seus sonhos se adaptando ao novo modo de vida.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT