ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

17 de nov de 2011

Brincadeiras para estimular os sentidos e melhorar a coordenação

A participação da mãe é fundamental nesse momento em que tudo é uma nova descoberta




Foto: Thinkstock Ampliar
Tudo que a criança aprende no primeiro ano de vida passa pelos sentidos.

Os primeiros três anos dos bebês são muito importantes para o desenvolvimento psicomotor e emocional. Para os bebês de até 6 meses, esta é a fase de descobrir o próprio corpo e o mundo ao seu redor: eles já seguram os pezinhos, colocam as mãos na boca, prestam atenção nos barulhos e sorriem quando você faz graça perto dele.
Até 3 meses: estimule os sentidos
Tudo que a criança aprende no primeiro ano de vida passa pelos sentidos -- audição, olfato, visão, tato e paladar. Assim, é importante estimular os sentidos desde o nascimento, por exemplo, colocando móbiles no berço, chocalhos, brinquedos musicais, fazendo atividades com espelho.

A visão do recém-nascido ainda não está muito nítida, mas ele consegue diferenciar o claro do escuro e focalizar objetos a uma distância de até 30 centímetros. Sua predileção é pela cores vivas, como o vermelho e o azul. Nessa fase, brinque de sumiu e achou!, escondendo os objetos dele (como os brinquedos) debaixo de um pano e descobrindo-os logo em seguida.
Outra boa brincadeira, para estimular a audição, é fazer sons variados com a boca, por exemplo, estalando a língua, imitando pássaros e animais. Isso vai ajudar seu bebê a distinguir os sons, além de se divertirem muito!


Foto: Mariana Newlands

De 3 a 6 meses: foco na coordenação motora
A partir dos três meses, o bebê começa a adquirir maior coordenação das mãos e dos olhos. Gosta de agarrar os objetos e sorri para as pessoas que são familiares. É o início da interação social do bebê. Você pode ajudá-lo no desenvolvimento motor com a brincadeira do abre e fecha: coloque vários brinquedos pequenos perto dele e estimule-o a pegar e soltar um de cada vez.
Para estimular a visão e a capacidade de focalizar os objetos à distância, uma brincadeira divertida são os fantoches, que podem entreter e conversar com a criança na hora da comida, por exemplo. Também são estimulantes para o bebê nessa fase os brinquedos com variedades de sons, cores e luzes.

FONTE: http://delas.ig.com.br/filhos/meubebe/brincadeiras-para-estimular-os-sentidos-e-melhorar-a-coordenacao/n1237491788673.html

Até 2 anos: Cores e formas para estimular a visão e o tato


A brincadeira pode ser bem mais útil se você se atentar a alguns detalhes preciosos. Quer ver só?

Bebês adoram surpresas como caixas coloridas de onde saltam bichinhos, ou que tocam músicas alegres ao serem abertas. Se você quiser, pode pegar uma caixa de papelão que tem em casa mesmo e encapá-la com papel de presente de várias cores.

Depois, coloque dentro da caixa um brinquedo que ele goste ou que faça algum barulho. Se quiser, opte por um de plush que seja ligeiramente maior, ficando apertado na caixa. Na hora em que abrir, ele se expandirá, trazendo uma surpresa para o pequeno.

Lembre-se que a visão melhora a cada dia e, com dois ou três meses, o nenê já é capaz de enxergar cores.

Para estimular não só a visão mas também o tato, você pode colocar em suas mãozinhas uma bola de tecido macia e de cores. E deixe ele jogar, amassar e se divertir.

Estimule-o a passar a bola ou um brinquedo de uma mão para outra. Ele já é capaz de fazer isso por volta dos quatro meses. Preocupe-se em dar a ele os que caibam na sua mãozinha e não sejam muito pesados.

Preste atenção aos sons e expressões que seu bebê faz e imite, como se fosse um espelho. Isso irá ajudar na audição e na fala.

Fotos: Getty Images
FONTE: http://itodas.uol.com.br/casa/ate-2-anos-cores-e-formas-para-estimular-a-visao-e-o-tato-5667.html

Como Estimular a Visão do Bebê

Idade:  A Partir de 2 Meses

Ao nascer, o bebê é funcionalmente cego, apresentando apenas o reflexo da contração da pupila em presença da luz. Se adequadamente estimulado, ele logo chegará ao Estágio 2 da visão que é a percepção de sombras, silhuetas. Como nesse estágio o bebê só percebe sombras, quanto maior o contraste da figura com o fundo, mais fácil será para ele enxergar. E qual é o maior contraste que há? Preto no branco, claro. É por isso que selecionei essas imagens, todas em preto e branco.

Como Saber Se Meu Filho Já Enxerga Sombras?

É simples.  Basta observar se ele acompanha com o olhar, quando alguém se movimenta.
Se ele consegue , é sinal de que já encontra-se no Estágio 2. Já está pronto, portanto, para fazer os exercícios a seguir. Lembre-se porém, que a idade média em que os bebês chegam a esse estágio é 2,5 meses.

Como Proceder nas Sessões:

  1. Coloque o bebê numa posição confortável;
  2. Segure a imagem a uns 30 ou 40 cm de distância do rosto dele;
  3. Nomeie o cartão (ex; "cavalo!");
  4. Dê tempo para que o bebê localize o cartão; quando ele o fizer, repita o nome do cartão - "cavalo".
  5. Beije e abrace seu bebê.
Você pode usar as imagens desse "post" (clique para ampliar e imprimir). Mostre um cartão diferente a cada dia. Cada cartão deve ser mostrado de 3 a 5 vezes por dia. Dê um intervalo de pelo menos 30 minutos entre as sessões.
 Obs: Comece com as imagens mais simples (círculo, triângulo, quadrado) e deixe por último as mais complexas (zebra, xadrez, por exemplo). A mão, o cavalo e o gato apresentam grau intermediário de dificuldade.


Clique nas imagens para imprimi-las.












 

FONTE:  http://ensineseubebe.blogspot.com/2010/08/comoestimular-visao-do-bebe.html

Percepções - Matemática para Bebês

Volume 0

MOZART PARA BEBÊS

Olá colegas?
Estive pesquisando no YouTube e encontrei esse vídeo muito interessante e que pode também ser utilizado como mais um recurso para estimulação visual de seu bebê. Caso se interesse, utilize um programa para baixar e outro para converter para arquivo de DVD, assim seu bebê poderá assistir pela TV,
É bem relaxante e, além das imagens, a música também irá favorecer durante o atendimento.

Espero que gostem!



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT