ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

20 de out de 2011

Estimular a visão


À medida que a visão se desenvolve, o bebé tem tendência para procurar diferentes objectos que estimulem a sua observação e quanto maior for o contraste maior será a captação da sua atenção.
«Com um mês prefere imagens simples ou axadrezadas, já com três meses estará mais interessado em padrões circulares ou espirais», refere Laurentina Cavadas. Aos quatro meses a criança desenvolve a visão das cores e já consegue, por exemplo, olhar fixamente para a televisão.
Visto que tem um maior alcance visual, segundo a pediatra os pais podem ajudar o bebé a praticar esta habilidade movendo «a cabeça lentamente de um lado para o outro à frente dele e movimentando um objecto grande e de cor viva. Outra forma de estimular a visão do bebé é colocar um objecto móvel pendurado no berço ou à sua frente quando está sentado».
A partir dos cinco meses, a criança adora ver-se ao espelho e cansa-se rapidamente de fixar os mesmos objectos. «Para manter o interesse visual do bebé os pais devem ir apresentando novos objectos», aconselha a pediatra que esclarece ainda que o desenvolvimento da visão vai progredindo de forma gradual e constante até atingir a maturação por volta dos três, quatro anos.

A mão que embala
A especialista aponta que «provavelmente o tacto é o sentido mais importante do recém-nascido, sendo fundamental para a comunicação e experiência humanas. Este sentido inicia-se cedo na vida intra-uterina e está completamente funcional ao nascer».
Depois de ter estado durante meses protegido no útero, ao nascer, o bebé fica exposto a uma série de sensações novas. Laurentina Cavadas revela que ele «gosta de sentir uma manta suave e o calor dos braços da mãe quando está ao colo porque lhe dá prazer e, ao mesmo tempo, segurança e conforto.»
O simples gesto de embalar o bebé no colo ajuda a promover um crescimento e desenvolvimento saudáveis. «O bebé é muito sensível à maneira como é manuseado. Com uma peça suave de flanela ou cetim sentir-se-á afagado e acarinhado e tenderá a afastar-se das texturas rugosas ou ásperas», sugere a pediatra.
Segurar o bebé ao colo, embalá-lo ou abraçá-lo fará com que fique mais tranquilo se estiver a chorar ou mais desperto se estiver quase adormecido. «Muito antes de compreender o que lhe é dito, o bebé perceberá o humor e os sentimentos pela maneira como lhe tocam», declara a especialista.

FONTE: http://saude.sapo.pt/saude-em-familia/crianca-bebe/artigos-gerais/o-desenvolvimento-dos-sentidos.html?pagina=2

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT