ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

22 de out de 2011

ATIVIDADE DE ACOMODAÇÃO I - passo a passo

Bom colegas, diante de tantos pedidos resolvi postar aqui algumas das atividades que utilizo na Estimulação Visual de crianças de baixa visão. Entre tantas patologias, as que mais apresentam resposta positiva são: ambliopia, miopia, alta miopia, hipermetropia, alta hipermetropia, catarata, retinopatia da prematuridade, estrabismo, etc...


Materiais:
- 1 folha de oficio branca ou âmbar.
- 1 tesoura.
- 1 caneta bic preta ponta grossa ou 1 caneta futura preta ou 1 caneta pilot média preta.
Se necessário:
- 1 luminária.
- 1 fundus pretus.

Inicialmente é preciso atender as seguintes observações:
- Como apoio para crianças com dificuldades acomodativas, sugiro utilizar um fundus pretus e, se necessário, também o uso de luminária ou num ambiente bem iluminado.
- Deve-se também tomar cuidado com o tempo de execução da atividade, não podendo ultrapassar o 1 minuto (apenas isso, não ultrapasse para não ocasionar mal estar ou cansaço visual).
- A largura entre os pontinhos deverá ser no máximo de 1,5 cm aproximadamente.
- A criança pode utilizar desde caneta bic ponta grossa até caneta pilot preta.

1ª. Etapa: pegue uma folha de papel ofício branco. Dobre e recorte-a em 6 partes iguais, como mostra o modelo abaixo:
2ª. Etapa: pegue uma das partes e peça a criança para fazer pontos alinhados na horizontal e na vertical até preencher a pequena folha, assim:







3ª. Etapa: peça que ela ligue dois únicos pontos aleatoriamente, fazendo pares, por exemplo:


Até que fique completamente preenchido como no mostra o modelo:





4ª. Etapa: depois de preenchido todo o quadro, deverá pintar de preto um quadrado sim e outro não. Veja:

5ª. Etapa: por fim.... pintará os quadrados restantes de vermelho, de acordo com a figura abaixo:


Obs: esta atividade realizar-se-a durante um minuto apenas, desta forma, sua abordagem durará dias e acontecerá por etapas... e sua evolução deverá acontecer de acordo com o ritmo da criança. Por exemplo, se no primeira dia ela não conseguir preencher todos os pontinhos, ela continuará de onde parou no próximo atendimento, e, assim, segue-se durante todas as etapas.



Esta é apenas uma sugestão de atividade que realizo com minhas crianças e que tem dado resultados surpreendentes, contudo, não tem embasamento teórico e nenhuma prova de que realmente são eficazes.

Espero que gostem!!!!
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT