ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

1 de set de 2008

O DESENVOLVIMENTO DA INTELIGÊNCIA

TESTE DE CH. BUHLER-HERNER

Com um mês de idade já pode ser verificado se o desenvolvimento da inteligência do bebê está se processando normalmente. As seguintes provas, fáceis de ser verificadas por qualquer pessoa, devem ser verificadas por qualquer pessoa, devem ser positivas no bebê de um mês.
PRIMEIRA PROVA
O bebê segura o que alcança. Colocando o dedo indicador na palma da mão aberta do bebê, etc., rapidamente ele fecha os dedos, pressionando o dedo examinador.
SEGUNDO PROVA
Ele se tranqüiliza ao escutar ruídos leves. Um bebê choroso se aquieta ao ouvir o som de uma campainha tocada suavemente perto dele. Pode reconhecer as vozes de sua mãe e de seu pai.
TERCEIRA PROVA
Ele fixa momentaneamente uma luz fraca. Colocando a um metro de distância uma lâmpada de bolso, de luz de pouca densidade em quarto escuro, o pequenino olhará para ela, por alguns segundos. Se acalma olhando sua mãe ou alguém conhecido.
QUARTA PROVA
Ele tenta pegar os alimentos. Deve-se fazer esta prova com o bico do seio. Estando o bebê mamando por alguns segundos, retire vagarosamente o seio. Mantendo-o bem próximo, o bebê procurará mover a cabeça até o mamilo, tentando apanhar o bico com a boca aberta.
QUINTA PROVA
Tentativa de defesa: colocando um papel dobrado sobre o seu rosto, cobrindo o nariz, o bebê fará movimentos, procurando girara cabeça de um lado para outro. Percebe-se melhor esse movimento olhando o papel.

EXTRAÍDO DO LIVRO: A VIDA DO BEBÊ: Dr. Lamare, Rinaldo. 1910- A vida do bebê. 41. ed. – Rio de Janeiro : Ediouro, 2001: 189-190

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT