ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

27 de nov de 2010

Tratamento com células-tronco recupera a visão de pacientes

Cientistas do Centro de Medicina Regenerativa Stefano Ferrari, em Modena, conseguiram, pela primeira vez, a partir da aplicação de células-tronco, recuperar a visão de dezenas de pacientes que sofreram danos graves nos olhos, devido a lesões causadas por queimaduras de produtos químicos. Em 107 olhos tratados, 82 voltaram a enxergar e 14 tiveram um benefício parcial. E os efeitos do tratamento já duram dez anos. Os dados foram publicados na revista científica "New England Jounal of Medicine". O tratamento foi bem sucedido em quase 77% dos 112 voluntários, e agora eles enxergam bem novamente. Alguns precisaram de mais de um implante de células-tronco na córnea. Um dos participantes, de 80 anos, sofreu a lesão quando tinha apenas 8 anos. A equipe usou células-tronco retiradas do limbo (membrana situada entre a córnea e a esclera, parte branca do olho) do olho saudável do paciente, que foram cultivadas em laboratório e enxertadas no olho doente para estimular a regeneração da córnea destruída.

Fonte: Extra

FONTE: http://www.vejam.com.br/node/378

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT