ACOMPANHE ESSE BLOG DE PERTO!

18 de set de 2008

UMA CRIANÇA MUITO ESPECIAL


Muitas mulheres tornam-se mães por acidente, algumas por escolha e umas poucas por hábito. No Brasil, 10% das crianças que nasceram são deficientes.
De alguma maneira, visualiza Deus pairando no ar, sobre a Terra, selecionando seus instrumentos de propaganda com muita deliberação e atenção. Conforme observa, vai instruindo seus Anjos para anotarem em um grande livro.
“ - Para Antônio e Elizabete, mande um menino. Santo padroeiro... S. Mateus. Para Francisco e Cristina, dê-lhes uma menina, Santa padroeira, santa Cecília. Daniel e Sônia... gêmeos, Santo padroeiro... dê-lhes São Geraldo; ele já está acostumado a profanações.”
Finalmente, passa um nome ao Anjo e sorri:
“- Dê-lhes uma Criança deficiente.”
O Anjo curioso pergunta:
“- Porque a eles, Senhor, se são tão felizes?”
“- Exatamente por isso, poderia eu dar uma criança deficiente a uma mãe que não soubesse sorrir? Seria cruel demais!”
“- Mas ela é paciente?” - pergunta o Anjo.
“- Não a quero muito paciente, ou mergulhará num mar de auto-piedade e desespero. Uma vez passado o impacto do choque do ressentimento, ela saberá controlar a situação. Eu a estive observando: tem a sensibilidade e independência tão raros e necessárias à mãe. Veja a criança que vou lhe dar, ela terá seu próprio mundo, e isso não é fácil”.
“- Mas Senhor, nem mesmo sei se ela acredita na sua existência!”
Deus sorriu.
“- Não importa, nisso posso dar um jeitinho. Sim, ela é perfeita! Tem o egoísmo suficiente”.
O Anjo assustou-se:
“- Egoísmo? E isso é virtude?”
Balançando a cabeça afirmativamente, Deus respondeu:
“- Se ela não conseguir separar-se ocasionalmente de seu filho, não sobreviverá. Sim aqui está a mulher que abençoarei com uma criança menos perfeita. Ela ainda não tem consciência disto, mas É UMA ESCOLHIDA. Ela nunca desprezará uma palavra dita, nunca considerará um passo como corriqueiro. Quando seu filho pela primeira vez puder dizer “mamãe”, ela presenciará um milagre e saberá que é um milagre. A ela darei o dom de ver claramente o que Eu vejo, ignorância, crueldade, preconceito... e dar-lhe-ei o dom de passar sobre elas, nunca estando sozinha. Estarei a seu lado cada minuto de cada dia de sua vida, porque ela estará fazendo meu trabalho tão bem como se estivesse aqui ao meu lado”.
“- E o santo padroeiro, quem será?” - perguntou o Anjo com a caneta no ar.
Deus sorriu:
“- Um espelho, para a mãe, será suficiente”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

"Muitas mudanças ocorreram nos últimos vinte anos, quando teve início a prática da Baixa Visão em nosso país. O oftalmologista brasileiro, porém, ainda não se conscientizou da responsabilidade que lhe cabe ao determinar se o paciente deve ou não receber um tratamento específico nessa área. Infelizmente, a grande maioria dos pacientes atendidos e tratados permanece sem orientação, convivendo, por muitos anos com uma condição de cegueira desnecessária." (VEITZMAN, 2000, p.3)

.
.

NÃO ESQUEÇA!....

NÃO ESQUEÇA!....

FONTES PARA PESQUISA

  • A VIDA DO BEBÊ - DR. RINALDO DE LAMARE
  • COLEÇÃO DE MANUAIS BÁSICOS CBO - CONSELHO BRASILEIRO DE OFTALMOLOGIA
  • DIDÁTICA: UMA HISTÓRIA REFLEXIVA -PROFª ANGÉLICA RUSSO
  • EDUCAÇÃO INFANTIL: Estratégias o Orientação Pedagógica para Educação de Crianças com Necessidades Educativas Visuais - MARILDA M. G. BRUNO
  • REVISTA BENJAMIN CONSTANT - INSTITUTO BENJAMIN CONSTANT